publicidade

Pescadora é primeira feirense a receber Seguro-Defeso do Governo Federal

F0E36328-F654-47DE-B839-B6534FB36C66

Uma mulher, conhecida como “dona Maria das Candeias”, residente na comunidade Três Riachos, bairro Nova Esperança, é a primeira pescadora artesanal a receber o Seguro Defeso, em Feira de Santana. O benefício, pago pelo Instituto Nacional de Seguridade Social, (INSS) e denominado oficialmente como Seguro-Desemprego do Pescador Artesanal (SDPA), destina um salário mínimo a pessoas que dependem exclusivamente da pesca de pequeno porte, durante o período em que a atividade é proibida, com a finalidade de garantir o crescimento e reprodução das espécies.

A notícia foi comemorada pelo vereador Jurandy Carvalho (PSDB) em
pronunciamento na Tribuna da Câmara nesta semana. “É uma conquista muito importante no cenário da pesca em nosso Município, resultado de uma luta de mais de 20 anos”, disse. Segundo ele, além de demonstrar que “estamos caminhando corretamente”, sinaliza que o Governo Federal começa a entender a relevância do rio Jacuípe e seus afluentes para a pesca da Bahia e do Brasil”.

O vereador destacou o papel desempenhado pelas equipes da Associação de Pescadores e Agricultores Familiares do Lago de Pedra do Cavalo e da Colônia de Pescadores de Feira. Com o auxílio financeiro em maos acrescentou o vereador, Maria das Candeias vai poder ficar quatro meses sem realizar atividades no rio, deixando-o descansar. “E neste período, os peixes vão reproduzir muito”, comemorou.

Jurandy Carvalho, no entanto, apelou para que o Ministério da Pesca analise com carinho a situação dos demais pescadores da região de Feira e da Chapada Diamantina, principalmente nas localidades por onde passam os rios Jacuípe e Paraguaçu. “Precisamos que o Seguro Defeso chegue também para eles. São centenas de trabalhadores e trabalhadoras nestes rios, que necessitam receber o benefício”, cobrou.